sexta-feira, 11 de abril de 2008

O Peregrino


Andava tristemente só,
ninguém a me observar.
Cansado ao fardo andava eu,
e que desesperar!
Queixei-me então a Cristo,
do mundo a me atrair,
e Sua voz suave pude ouvir:
"Na senda do Calvário,
meus pés também cansei,
sob uma cruz pesada, sem forças me prostrei.
Cansado peregrino,
a noite chega ao fim.
Oh! toma a cruz e segue junto a Mim!



Do esforço meu por Ti, Jesus,

às vezes me gabei,
quão grande sacrifício fiz,
na senda estreita andei!
Deixei fortuna e fama a fim de Te seguir,
e Sua voz suave pude ouvir:
"Deixei o trono e a glória,
por perdas eu os pus,
e minhas mãos pregaram
em uma rude cruz.
Com tua mão na Minha,
sigamos sempre assim.
Oh! toma a cruz e segue junto a mim!

Será você este peregrino(a)? Ou serei eu? Muitas vezes também
ando assim, e creio que a maioria de nós já andou. Quem nunca derramou lágrimas na sua peregrinação com certeza nunca levou a cruz e nem sabe o que é isto... Mas vale a pena? Sim. Todo Calvário tem ressurreição e toda noite tem, com certeza, um amanhecer... Vá, ainda, mais um pouco! Você pode! Sinta a mão ferida pelos cravos segurando a sua e nada lhe parecerá difícil demais ou em vão... Vá peregrino, rumo ao esplendoroso amanhecer que não demora!

Um comentário:

Flor disse...

Maaae!

Te AMO!


beeeijo
=*

flor